quinta-feira, 14 de maio de 2009

Basta de violência!

Ao chegar ontem do trabalho, escutei comentários dos vizinhos sobre um crime que aconteceu bem próximo da minha casa. Em plena luz do dia, no horário do almoço, um rapaz foi assassinado após uma tentativa de assalto.
Hoje pela manhã, assistindo o noticiário soube mais detalhes do caso. O rapaz de 28 anos, que era turismólogo e professor, fugiu ao perceber que seu carro ia ser assaltado, e foi alvejado por uma pessoa (se é que podemos chamá-lo assim) ainda desconhecido, que abandonou a arma no local e no final das contas, não roubou nada.
O que esse rapaz fez de mal para ser vítima de tamanha violência? Esse assaltante desumano, que apesar de sabermos que é fruto da sociedade injusta que vivemos, deve ter além de tudo uma maldade enorme no coração. Tirar a vida de alguém que ele nunca viu antes, que não sabe da sua história, do quanto estudou e batalhou por seus ideais, nem sabia ao menos onde morava e o amor que seus familiares tinham por ele. O rapaz teve medo de uma arma de fogo apontada para ele e fugiu, e por esse motivo foi penalizado. A pior pena que alguém pode receber, que é a morte.
Essa pessoa morta ontem, foi mais uma das vítimas da violência que assombra nosso Estado, que está chegando cada vez perto das nossas casas, das nossas vidas.
Quem hoje na cidade do Recife, não esteve frente a frente a uma arma de fogo durante um assalto? São poucos que não tiveram essa péssima experiência. Eu mesmo já tive várias vezes uma arma apontada em minha direção e ai de mim, se tivesse corrido ou mesmo pedido socorro, com certeza não estava aqui para postar esse "desabafo" no blog.
Temos o direito de ir e vir. Estamos presos dentro de um sistema onde os criminosos mandam.Vivemos no faz de conta que está tudo bem, senão não saímos de casa e nem mantemos nossa vida social, é melhor fingir que nada acontece e ir levando a vida. Mas, não podemos nos calar diante do caos que está a nossa cidade. Ontem foi aquele rapaz bem perto da minha casa, amanhã pode ser alguém da nossa família, um amigo ou até nós mesmos.
A sociedade e o Estado precisam se mobilizar e buscar soluções.Nossa cidade está em guerra civil, e não podemos nos privar do direito de andar na rua, de comprar algo para não ser roubado, de vivermos isolados vítimas do medo.
Basta!

2 comentários:

Vanessa Maciel disse...

Faço coro com vc!
Basta!

Clube do RP de Pernambuco disse...

Já chegou a nossas casas, vemos aí diversos casos de violência contra a mulher, crianças e idosos. Comigo aconteceu alo parecido. Chegando em casa após uma apresentação de teatro, ao descer do carro em frente a minha casa, dois homens bem vestidos apontaram a arma e levaram o carro com a minha bateria dentro....é um longa história....